Estimulantes para crescimento de Orquídeas
 
      Neste tópico trataremos de substâncias que tem reconhecido efeito sobre o desenvolvimento vegetal, muitas das quais já são usadas rotineiramente por  colecionadores.
     Acredito que voce ficará entusiamado em usar essas substancias para melhorar a performance de seu cultivo, mas atenção, o são substancias que são usadas em doses minimas e que a dose errada trará sérios problemas para suas palntas; Muitos deles são até usados como herbicidas. A diferença entre o produto ser um estimulante ou uma substancia que matará sua orquídea, esta na dose, e a linha que separa as duas é muito fina. 
       
Ácido Acetilsailcílico (Aspirina)
 
      Em 1992, Ilya Raskin, publicou um interessante artigo científico na revista Plant Physiol sob o título "Salicylate, A New Plant Hormone1" (Salicilato, um novo hormônio vegetal). Desde a época da publicação até hoje a questão ganhou popularidade até devido a facilidade de se adquirir aspirana nas farmácias. 
      As primeiras suspeitas vieram estudando o conhecido efeito de que as secreções de pulgões estimulavam a floração em determinadas plantas. Ao se estudar esta secreção chegou-se a conclusão de que o efeito era devido ao salicilato ali presente. Nas Orquídeas, o efeito positivo sobre a floração foi primeiro demonstrado em Oncidium, sendo progressivamente comprovado em diversas orquídeas.
Posteriormente foi descoberto que o salicilato tem efeito também como protetor contra doenças, desenvolvendo inclusive defesa contra o temido vírus mosaico do tabaco que ja infectou tantas orquídeas. A aspirina também aumenta a germinação das sementes e estimula o desenvolvimento de folhas e raízes. 
      Em 2014, o Journal of Horticulture, no artigo "Post-Harvest Physiology and Technology in Orchids" apontou o acido salicíilco como um dos melhores agentes conservantes para orquídeas de corte. 
   A dosagem indicada é a diluição de uma aspirina para cada 5 litros de água, pulverizando as orquídeas a cada 3 ou 4 semanas. 
Vitamina B1 (tiamina)

        Estudos na universidade da Califórnia apontam que não há bases para acreditar que a vitamina B1 estimule a formação de raízes ou reduza o estresse gerado pelo transplante ao contrário do que muitos colecionadores afirmam. Por outro lado, estudos mostram que a Vitamina B1 produz plantas mais fortes e com melhor desenvolvimento que plantas sem tratamento, ainda são necessário mais estudos para confirmar se existe algum efeito da vitamina B sobre o crescimento vegetal. Normalmente é vendido associado a outros hormonios vegetais. 
        Em uso isolado, a dose normlamente usada é de 400mg por litro de água. Aplicar de 10 em 10 dias até que ocorra o enraizamento da orquídea. 
        Um comprimido de de benerva (nome comercial) tem 300mg, então use um comprimido para 750ml de água.
Vitamina C

        Aparentemente, a vitamina C aumenta a tolerância à poluição (ao ozonio, porção mais danosa da fumaça), melhora o processo de fotossíntese, diminui manchas castanhas, evitando atrofia do crescimento.
Vitamina E
 
      Estudos da Uiversidade de Toronto e do Estado de Michigan indicam que a suplementação  com Vitamina E diminui os efeitos negativos das baixas temperaturas. 
Auxinas (Ácido Indol-3-Acético - AIA e Acido Indol Butírco - IBA)
 
     Sinteticamente podemos encontrar Ácido Indol-3- Propílico – AIP ou IPA, Ácido Naftaleno Acético – ANA ou NAA. O AIA que é sintetizado nas folhas maduras parece ser transportado para o resto da planta. Promovem o alongamento dos caules, também podem inibir o crescimento de gemas laterais. As auxinas se movem naturalmente para o lado oposto ao de maior iluminação, fazendo com que a planta se curve para o lado da luz. Auxinas também promovem o crescimento de raízes. A aplicação de auxinas naturalmente promove maior crescimento de caules, folhas e raízes. Em doses inadequadas tem efeito herbicida. 
Giberelinas 
 
     Na década de 1930, cientistas japoneses obtiveram cristais impuros de dois compostos ativos do fungo Giberella fujikuroi, o qual causava uma doença em plantas de arroz caracterizada pelo crescimento excessivo do talo, mas somente na decada de 50 sua estrutura foi descrita. Atualmente 125 geberelinas diferentes são conhecidas. 
     Giberelinas também atuam no alongamento dos caules além de estimular o ínício da floração,  maiores frutos e sua manutenção. Tem ação estimulante sobre a germinação de sementes. 
SuperThrive
 
     O Superthrive é uma dos mais conhecidos e clássicos estimulantes usados na orquidofilia.  A fórmula esta no mercado desde 1940.  
     O Superthrive é composto pelo hormonio enraizador sintético Ácido Naftaleno Acético (NAA) (0,048%) , vitamina B1 (0,9%) (também divulgado como enraizador),  adicionado a mais de 50 ingredientes secretos, provavelmente extractos de algas, humatos, compostos de ferro solúveis e similares.
      O produto tem  a venda proibida em alguns estados dso EUA, por ser considerado pesticida sem registro
Extrato Pirolenhoso
 
      Líquido obtido naturalmente do carvão vegetal através da condensação da fumaça proveniente da carbonização da madeira durante a produção de carvão vegetal. É usado a milênios na cultura japonesa.
      Tem  ação repelente de insetos e ideal como redutor de pH. Estudos feitos com orquídeas mostraram o potencial de aumentar o numero de raízes, aumentar o numero de bulbos e o tamanho da parte vegetal. 
      A dose ideal é de e 0,6% (6 mL L-1 ), sendo uma aplicação a cada 30 dias. 
      O extrato pirolenho em doses mais concentradas tem funções herbicidas. 
Algas marinhas
 
       As algas marinhas tem sido adicionadas em muitas formulas de adubos especializados.  As algas marinhas possuem uma ampla variedade de micronutrientes assim como hormonios vegetais tais como auxinas e giberelinas. 
      Uma das algas mais usadas é a Ascophyllum nodosum, a qual contem macronutrientes (N, P, K, Ca, Mg, S), micronutrientes (Mn, Cu, Fe, Zn, etc.), além de citocininas, auxinas, giberelinas, betainas, manitol, ácidos orgânicos, polissacarídeos, aminoácidos e proteinas que são úteis para o metabolismo vegetal. 
 
  • Facebook Social Icon

© 2020 Portal do orquidófilo

administrado por MARCELO ZAGER

Visitas